terça-feira, 25 de setembro de 2012

A, B, C, DOS IDÔZO


Com A eu rimo Amizade
Dos velhos de Lisieux
Com muita satisafação
Agora vou escrever
Da nossa tecera idade
Basta a felicidade
E saúde pra viver.
*
Com B eu rima Bondade
Que tem dentro do salão
Com muita fé em Deus
E a Vigem da Conceição
Brincando com aligria
Idôzo tem simpatia
E também tem devoção.
*
Com C eu rimo Consciência
Que o nosso idôzo tem
São caumo, são educado,
Não da piada em nimguém
Corajôzo e tem respeito
E todos são satisfeito
Eu dou o meus parabem.
*
Com D eu rimo Dança
Que o idôzo se rebola
Quem nunca dançou aprende
Pois aqui é uma escola
Dançando o velho faz fisca
Mesmo sem puder arisca
Se não os nervos enrola.
*
Com E eu rimo Enrolado
O que não quizer dançar
Chega em nossa reunião
Cuida logo em se sentar
Encostado na cadeira
Tendo saúde não queira
Este forró dispensar.
*
Com F eu rimo Famôzo
O idôzo dansador
Que dizemrola dansando
Este é que dou valor
Forte para dansar
Faz a coluna esticar
Velho assim não sente dor.
*
Com G eu rimo Garantida
A idóza dansadeira
Esta sei que tem saúde
No salão é de primeira
Garôta de 15 ano
Fica até Le invegano
Diz ou velha fofoqueira.
*
Com H eu rimo Hora
Que o emcontro comessa
As 4 horas da tarde
Todos idózos se apressa
Horando já ná chegada
Rezando com as mãos dada
Até parece promessa.
*
Com I eu rimo Idôzo
Que é o nosso estatuto
Na nossa teseira idade
Tem valor absoluto
Pois o idôzo é direito
Apenas nosso defeito
É porque somo matuto.
*
Com J eu rimo José
Se tem a teseira idade
Não reclame dese velho
Pessa a Deus felicidade
Jesus quem da boa vida
Saúde e vida coprida
E prazer da musidade.
*
Com L eu rimo Luz
De nosso Deus puderoso
Nos livre dos maginal
Dos momento pirigozo
Lumine a nossa idade
De muita felicidade
Pra todos jove idôzo.
*
Com M eu rimo Maria
As idóza assosiada
Maria é Mãe de Jesus
Uma letra Abemsuada
Maria do Sauvador
Pois pessa Nosso Senhor
Proteja nossa morada.
*
Com N eu rimo Nubia
Uma minina educada
Professora iteligente
Com os idôzo é comportada
Nubia é bem competente
O seu serviço é desente
Não aburese com nada.
*
Com O eu rimo Oruvalho
Caindo encima das rozas
Pois a velise eu comparo
Com flores que foi cheroza
Hoje a flor já se venceu
As fruta amadureceu
E esta fruta é gostosa.
*
Com P eu rimo Passado
Que eu tive na musidade
Muito ligeiro passou
Ainda sinto saudade
Mais gravo dentro do peito
E tembém sou satisfeito
Na minha tecera idade.
*
Com Q eu rimo Quantia
Tão pouca que é criança
O jovem é muito ligeiro
Feliz quem velho aucança
Quantidade mais conprida
É muito feliz na vida
A nossa preseverança.
*
Com R eu rimo Riqueza
Do valor tendo saúde
Se o idôzo é sadio
É cuberto de virtude
Rico sem ter dieiro
É saudave é verdadeiro
Pois dieiro não me ilude.
*
Com S eu rimo Saudade
Do tempo que fui souteiro
Eu nunca fui brincaião
Nem andava com dieiro
Saúde tinha dimais
No meu tempo de rapais
Fui ativo e verdadeiro.
*
Com T eu rimo Tempo
Aqui dentro do salão
Se passa muito ligeiro
A nossa reunião
Velho dança no forró
Escorre tanto suó
De moiá até o chão.
*
Com U eu rimo Urgente
É a dança do idôzo
Pois não pode demorar
Que o velho fica nervôzo
Urgente para dançar
Custôza pra trabalhar
Sempre o velho é priguisôzo.
*
Com V eu rimo Verdade
Que as letras se formou
Escrevi com atenção
Que o idôzo dou valor
Verdade pura sagrada
Nossa vida abensuada
Deus do Céu abensuou.
*
Com X eu rimo Xote
Que o velho ainda dança
Com os pés já pezado
Ainda sacode a pança
Xote , vauça um baião
Velinho pende no chão
Mais ainda se balança.
*
Com Z eu rimo Zangado
Que não veio acompanhar
A nossa reunião
Não dá valor o lugar
Zangado não da valou
O idôzo dançadou
Vem aqui para brincar.
*
Escrevi este A, B, C,
Não foi para defamá
Gosto destes idozos
Eu fiz para ilugia
Eu gosto da puizia
Escrevi por sipatia
Terminei na letra A.
*

BAIXAR: "A, B, C, DOS IDÔZO "

Autor: José Artur de Loiola
Lisieux, Santa Quitéria – CE. 22/02/2010
O presente trabalho foi digitado sem alterações, preservando assim, a identidade do autor e suas características.